Banner

Quando a Voz de Deus Soa - Propagando o Reino de Deus

Parcerias



Palavra Diária - Blog Evangélico de estudos da palavra

domingo, 7 de dezembro de 2014

"De Quem Sois Discípulo?"

Shalom amados! É com muita satisfação que vos escrevo.

O texto de hoje se encontra em João 13:34,35: "Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros".

Estava meditando nos Escritos Sagrados e, pude aprender sob a Luz do Espírito Santo do Eterno a cerca de "Novo Mandamento" que Jesus nos deixou: "que vos ameis uns aos outros".
Já parou para pensar no que você é capaz de fazer para ser reconhecido? E, no que você é capaz de falar para ser aplaudido? Pensou no que você é capaz de enfrentar em defesa de "um nome"? Se não, é hora de pensar! Percebemos quantos que seja nas redes sociais ou pessoalmente, brigam, gritam, as até falam insultos para defender algo, uma celebridade, um time, entre outros, porém não defendem um causa - O AMOR. Jesus no Evangelho segundo Marco, capitulo 12:31, fala acerca de "Amarmos o próximo como a nós mesmos. Ao lermos o pedido do Mestre olhamos para a nossa natureza humana e dizemos: como posso amar uma pessoa que me fez/faz mal? Jesus não disse "ame quem vocês quiserem", não, Ele disse: Amai o próximo - todos - sem distinção de cor, classe social, defeito, falhas; Ele disse "Amai ao Próximo. Mas insistimos em querer dar desculpas para Deus dizendo: Sou humano, não consigo ser perfeito. É impossível amar a quem nos odeia. Em Mt. 5:44 diz: "Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos (...)", no entanto, não praticamos muito, não é verdade? 
No texto de hoje (Jo 13:34-35) vemos Jesus nos orientando a nos amarmos - agora da forma como Ele nos amou -, se achamos difícil amarmos como a nós mesmos, imagine amarmos como Ele amou. Você pode perguntar: como Jesus amou a todos? 

  1. Primeiro, não olhou a aparência - quando vemos o Mestre separando os 12 discípulos Ele não o fez olhando a aparência como muitos líderes fazem ao delegar funções e separações para o ministério; Ele, não olhou se os que Ele escolhera para serem "os pilares da igreja" tinha "dinheiro" para cooperar nos dízimos, não. Ele os escolheu a dedo! Independente de Judas Iscariotes, Jesus o chamou. Podemos aprender com o Meigo Salvador que numa equipe pode haver pessoas que queiram até "espalhar", sejam "problemáticas", bom, independente não podemos fazer acepção de pessoas. Pedro negou a Jesus, mas mesmo assim, o Mestre o perdoou demostrando assim o sei INFINITO AMOR. 
  2. Segundo, se sacrificou por amar a todos - quando vemos Abraão indo imolar o seu filho Isaque (Gn. 22) entendemos que ele intentou o fazer por amar a Deus e, é claro, em obediência - embora saibamos que Deus não aceita sacrifício humano -, todavia Deus provava o coração de Abraão, não para ver se ele iria obedecer, pois o sabia, mas sim, para deixar-nos a lição de que o amor à Deus está acima de tudo. Quando este vai imolar o seu filho, o anjo bradou à Abraão lhe dizendo que não fizesse tal coisa, pois viu que ele temia a Deus e, preso pelas pontas estava o cordeiro. Num cenário diferentes, agora colocamos Deus no lugar de Abraão, Jesus no lugar de Isaque e a Cruz no lugar do altar. O SENHOR Deus sabia que era preciso sacrifício, assim como Isaque que não relutou em acompanhar seu pai e ainda sendo posto sobre o altar com as mãos e pés amarrados - nesse momento ele entende que ele seria oferecido/era ele o sacrifício, mesmo assim permaneceu sobre o altar, Jesus não fez diferente. Ele poderia dizer: NÃO. Morrer pelos pecados dos outros, mesmo sem eles me amarem? NÃO!! Como um cordeiro mudo Ele foi levado e, perante os seus tosquiadores não abriu a sua boca (Is. 53:7). Abraão iria oferecer por obediência e amor a Deus, Deus, entregou o Seu Único Filho por amor a nós, seres pecadores, indignos de Seu amor (Jo. 3:16). Ele o fez! 
Quando olho para esta geração de cantores, pregadores, mestres, que fazem tudo para serem vistos - receberem reconhecimento humano -, olho ao mesmo tempo para Jesus, que a todo o momento esteve trabalhando a DESMATERIALIZAÇÃO dos discípulos, ensinando-os a DEPENDER de Deus. Ele, não aceitou ser chamado de BOM, antes atribuiu ao Pai este título. Olho, vejo as mensagens girando em torno do EGO. Amor, não é muito pregado, muito menos vivido. Não me chame de radical. Os títulos como: mestre, bispo, apóstolo, pastor, diácono, missionário, profeta, são almejados. Tem uns que quando encontrados na rua ao serem saudados com a paz, você tem que saudar falando o título como: "A paz do SENHOR pastor! Se disser: A paz do SENHOR irmão! Ou até falar o nome, ele diz: É a paz do SENHOR pastor! Respeite, eu sou obreiro". Tenha o SENHOR misericórdia da sua igreja. Amados irmãos, NÃO PODEMOS NOS DEIXAR LEVAR PELOS TÍTULOS, mas sim por sermos antes de tudo isso, DISCÍPULOS DO SENHOR JESUS. Podemos até ver os rótulos, e admirarmos, mas e a essência - O AMOR? Lembremos sempre:

João 13:34,35: "Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outrosassim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros. Nisto conhecerão todos que sois meus discípulos: se tiverdes amor uns aos outros".



Oração:
Pai, em nome de Jesus eu oro, não quero pedir nada além daquilo que Tu queres. A tua Palavra nos ensina que precisamos amar o próximo como a nós mesmos, o que as vezes precisamos lutar para conseguirmos, mas também precisamos amar uns aos outros "assim como Jesus nos amou". Pai, sei que tudo Lhe é possível, nos ajuda a aplicarmos mais este ensinamento na vida, pois sem ti nada podemos. É no nome de Jesus que a Ti oro, crendo, que ouviste!! Entrego em Tuas Mãos esta pessoa que acabou de ler este post, que ele/ela seja tocado(a) pelo Poder da Tua palavra. Amem!!


Que o SENHOR vos abençoe sempre, para Glória dEle!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Divulgar Blog

Divulgar Blogs

Compartilhe Com os Seus Amigos!!

Google+ Badge

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *