Banner

Quando a Voz de Deus Soa - Propagando o Reino de Deus

Parcerias



Palavra Diária - Blog Evangélico de estudos da palavra

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Largando as PEDRAS!!!

Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais. (Jo. 8: 1 -11)

A oração em destaque é o meu foco de explicação. Não quero falar sobre a PECADORA, mas sim, sobre os ACUSADORES.

Cada um tinha queria jogar uma pedra. Cada pedra de tamanho diferente. Eufóricos, esperavam o momento para jogá-las. Alguns se atreveram e falaram (imaginemos o tom da voz, a expressão no olhar de cada um): Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Outros ficaram apenas olhando, esperando só o momento de atirarem. Ele (Jesus) permanece em silêncio. Acredite, estava ovindo muito bem. Mas como não viam atitude alguma de sua parte, insistiram. E, logo percebe-se um movimento de seu corpo. Jesus levanta o seu olhar que estava direcionado ao chão, e diz: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. A consciência pesou. A vergonha tomou conta de cada um deles. E em silêncio, sairam.
Aos olhos de Deus, não existe pecadinho, nem pecadão, mas sim, PECADO. Nós pecamos em pensamentos, palavras e obras. E quantas vezes nos sentamos na cadeira de ACUSAÇÃO e passamos a acusar as pessoas e a condená-las? E como a esses (da história) ACUSADORES nos assemelhamos. Não vamos mais ATIRAR pedras! Ergamos a bandeira da HUMILDADE, e reconheçamos que também pecamos. Aqueles homens quiseram tentar a Jesus, mas ficaram envergonhados, pois levaram a "réu" para o Juíz Perdoador de Pecados, mas não sabiam. Lembremos, ninguém tem o direito de APEDREJAR ninguém. Tenha cuidado, não saia por ai a atirar PEDRAS nos outros, pois esta PEDRA pode cair na tua CABEÇA.

VAMOS LARGAR AS PEDRAS!!!
Cristiane Correia
Na Graça do Pai...   

Um comentário:

  1. paz
    boa tarde
    excelente texto
    Deus abençoe grandemente
    Marcelo

    quando puder me visite também, e se gostar siga
    www.marceloibl.blogspot.com

    ResponderExcluir

Divulgar Blog

Divulgar Blogs

Compartilhe Com os Seus Amigos!!

Google+ Badge

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *